Vinte mil léguas submarinas, Julio Verne

Vocês lembram quando eu publiquei a resenha: Vinte mil léguas matemáticas? O autor se inspirou neste clássico de Julio Verne. Lembram que no livro de matemática se falava sobre uma viagem? Da mesma maneira os personagens deste livro de Julio Verne viajam, mas não por terra, e por incrível que pareça em uma época antiga quando não existia muitas tecnologias de locomoção iguais as de hoje. Havia o trem, o navio, a carroça… Mas Julio Verne inventa o primeiro submarino literário! E isso é visto como espetacular pelos personagens que tripulam por último o mesmo: um professor e pesquisador universitário da vida marinha, seu assistente e um pescador que perseguiam o submarino achando que se tratava de um grande cetáceo, uma baleiona! O comandante do submarino não permite que saiam e assim, como prisioneiros que, no entanto, gozam de liberdade para passearem dentro do submarino, eles passam meses e meses. O professor universitário fica fascinado. O que eles testemunham? Para saber, leia este clássico aqui:Julio Verne – Vinte Mil Léguas Submarinas

Anúncios

3 comentários sobre “Vinte mil léguas submarinas, Julio Verne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s