Gabriela, Cravo e Canela, Jorge Amado

Épico da cultura baiana, esse livro de Jorge Amado representa a política da época, bem como as dificuldades das estradas de ferro chegarem às cidades interioranas. Mas a estrela de nosso enredo não é a cidade, não. Nossa estrela é Gabriela, com seu cheiro temperado de mulher da cozinha. Dona de um corpo de dar inveja a mulheres até mesmo de nossos dias, causava arrepios em todos os homens da cidade. E por isso o fim do livro se deu, mas nada muda é o que posso dizer, apenas. Para ler e saber, porque eu não vou contar (se você é meu amigo posso emprestar o livro) leia o pdf em VAldir Aguilera Gabriela Cravo E Canela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s